Estudar no INP

Chegada a Portugal

DESCOBRIR PORTUGAL

Localizado na península ibérica, a sudoeste da europa, Portugal tem uma área total de 92 090 km².

É delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico. Compreende uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira.

Portugal tem um clima temperado marítimo, com verões quentes e Invernos húmidos, sofrendo influências continentais e também por parte do Atlântico e do Mediterrâneo. O clima também varia consoante a altitude e a proximidade do mar. Na zona norte mais montanhosa, o clima é geralmente mais frio e húmido, enquanto as regiões de Lisboa, do Alentejo e do Algarve possuem verões longos e quentes com temperaturas entre os 35 e os 40°C. A humidade diminui à medida que nos afastamos da costa, já que as zonas do interior são mais quentes.

Lisboa é a capital do país, mas as outras regiões também têm destaque e importância: o Porto é conhecido pelos seus traços arquitetónicos bem característicos e pelo seu famoso vinho e Coimbra como a velha cidade universitária.

O relevo apresenta variedades de formas em cada região, influenciando a incidência de chuvas nas zonas mais florestadas e neve nas zonas mais altas, como é o caso da Serra da Estrela.

Deslocações pelo país (de avião; de comboio; de autocarro)

O país é servido por vários aeroportos, sendo os principais: o de Lisboa, Porto e Faro.

Por ser um país pequeno, é facilmente percorrido por comboio, ou até mesmo carro, uma vez que todo o território está servido por autoestradas.

Deslocações em Lisboa, Porto (depende da escola)

É servida por várias redes de transportes públicos: comboio, autocarro, barco. O próprio aeroporto de Lisboa dista 4Km das instalações escolares.

Antes de partir

Documentos identificação:

  • Passaporte ou documento de identificação estrangeiro;
  • Visto para estudar em Portugal
  • Declaração de compromisso de entrega posterior de autorização de residência;
  • Documento comprovativo da conclusão do ensino secundário ou equivalente;
  • Alojamento em apartamento particular ou residência acordada com a Escola;
  • Seguro de saúde escolar e/ou internacional;
  • Moeda utilizada em Portugal - Euro
  • Custo de vida- Os preços dos bens em geral são menos elevados que no resto da Europa. O salário mínimo nacional é de 495,00€. O preço médio de uma refeição no restaurante é de 10/15 euros.
  • Horários:
    • Fuso horário padrão: Sem diferença UTC/GMT
    • Hora de Verão: + 1 hora
    • Diferença de fuso horário atual: UTC/GMT 1hora
    • Abreviatura do fuso horário: WEST 

Clima

Clima temperado marítimo, verões quentes e invernos amenos, muitos dias de sol ao longo do ano. Pequenas amplitudes térmicas 35/10 graus Celsius.

Sistema de Qualificação (ECTS)

O Sistema Europeu de Transferência de Créditos foi lançado inicialmente, em 1989, como um projecto-piloto no âmbito do Programa Erasmus. O objectivo na altura era facilitar o reconhecimento dos períodos de estudo efectuados no estrangeiro pelos estudantes de mobilidade através da transferência de créditos. Enquanto um sistema de transferência, o ECTS disseminou-se por trinta países e foi adoptado por mais de mil instituições de ensino superior.

Quarenta Estados aderentes ao Processo de Bolonha identificaram o ECTS como um dos pilares fundamentais do Espaço Europeu de Ensino Superior. Muitos países já adoptaram o ECTS, legalmente, como um sistema de acumulação dentro dos seus próprios sistemas de ensino superior, e outros estão em vias de o fazer.

A Universidade aplicou oficialmente o ECTS a todos os seus cursos com a entrada em vigor do processo de Bolonha.

O ECTS torna os programas de estudo inteligíveis e fáceis de comparar. Pode ser utilizado para todo o tipo de cursos e contextos de aprendizagem ao longo da vida. Serve para os estudantes, em geral, e para os estudantes de mobilidade: pode funcionar em termos de acumulação de créditos dentro de uma instituição e de transferência de créditos entre instituições. Por todas estas razões o tão conhecido acrónimo “ECTS” remete agora para “Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos”.

O Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos é um sistema centrado no estudante e baseado no volume de trabalho requerido ao estudante para que este alcance os objectivos de determinado programa de estudos. Estes objectivos são definidos preferencialmente em termos de resultados de aprendizagem e competências.

O ECTS baseia-se no princípio de que 60 créditos medem o volume total de trabalho de um estudante a tempo inteiro. Na Europa, esse volume de trabalho situa-se entre as 1500 e 1800 horas por ano e nesses casos um crédito corresponde a 25-30 horas de trabalho. Regra geral, 30 créditos equivalerão a um semestre e 20 créditos a um trimestre de estudos.

No ECTS, os créditos apenas podem ser obtidos nos casos em que se verifique a aprovação do estudante nos trabalhos requeridos e uma avaliação correcta dos resultados de aprendizagem atingidos. Resultados de aprendizagem são conjuntos de competências que exprimem o que o estudante deverá saber, compreender e fazer depois de completar o processo de aprendizagem.

O volume de trabalho no ECTS consiste no tempo requerido para a realização de todas as actividades de aprendizagem previstas, tais como aulas presenciais, seminários, estudo independente, preparação de projectos, exames, etc. Os créditos são atribuídos a todas as componentes educacionais de um programa de estudos (unidades curriculares, módulos, estágios, projectos, dissertações, etc.) e reflectem a quantidade de trabalho requerido.

O ECTS assenta em três elementos de base: informação (sobre os programas de estudo e os resultados do estudante), acordo mútuo (entre os estabelecimentos parceiros e o estudante) e utilização de créditos ECTS (valores que indicam o volume de trabalho do estudante). Estes três elementos de base traduzem-se em três documentos-chave, a saber: dossiê de informação, contrato de estudos e transcrição do registo académico.

Para mais informação sobre o ECTS, consulte o sítio web da Comissão Europeia e da Direcção Geral de Ensino Superior de Portugal ou leia ECTS User's Guide

Informação Geral | Portugal

Com um passado histórico longínquo, Portugal teve a sua origem em 1143. A implantação da República veio a dar-se em 5 de Outubro de 1910 e hoje em dia tem uma democracia parlamentar estabelecida. A Assembleia Nacional é eleita cada quatro anos. Com uma população de 10,5 milhões de indivíduos residentes em Portugal (INE Censos de 2004). A sua densidade populacional é de 109 habitantes por km2 e a esperança média de vida é de 71,4 anos para os homens e de 78,7 anos para as mulheres. A força de trabalho (5,1 milhões), distribuída por setor de atividade, é de 63% nos serviços, 28% na indústria e 9% na agricultura. Entre os seus recursos naturais destacam-se as pescas, a cortiça e os minerais. No setor industrial podemos destacar os têxteis, o vestuário, o papel, a cortiça, o calçado, a metalurgia, as conservas de peixe, a polpa de madeira, química, cerâmica e a vinicultura.

Portugal tem um clima de influência marítima, com invernos frios, mas não severos e verões temperados, variando consoante a altitude, de temperaturas altas e ar seco no sul e húmido na região montanhosa do norte e do centro. O seu elevado número de horas solares por ano faz de Portugal um país de grande atração turística. Na Covilhã, as temperaturas durante o inverno atingem uma média de 5º C. Contudo, há períodos em que a temperatura máxima diária pode ser tão alta quanto os 16ºC). Nos meses de julho e agosto a temperatura Portugal média diária ronda os 27º C. A época de maior pluviosidade decorre entre os meses de novembro e março.

A Língua portuguesa é uma das principais línguas românicas. Derivada do latim, é a sétima mais falada do mundo, estimando-se que tenha 200 milhões de falantes. Por tradição, o povo português organiza e participa em diversas atividades culturais, como a música, o teatro e a dança.

Portugal tem um rico folclore tradicional (ranchos folclóricos), de grande diversidade regional. Muitas das suas cidades têm um museu e um conjunto de monumentos e edifícios históricos. Têm também, pelo menos, um cinema, alguns espaços musicais e locais para apreciar as artes e ofícios. Nas cidades maiores, visitas ao teatro, a espetáculos ou galerias de arte modernas fazem parte do quotidiano dos seus munícipes. A história da cultura portuguesa contemporânea compreende grandes figuras como Amália Rodrigues, fadista de nomeada com reconhecimento internacional e o escritor José Saramago, agraciado com o Prémio Nobel de Literatura, em 1998. Em cidades pequenas e aldeias, a atividade cultural pode girar em torno do folclore local, com grupos musicais realizando danças tradicionais e música. As festividades locais são muito populares durante a temporada de verão, sendo frequentemente associadas à época balnear que decorre entre os meses de maio e setembro. A cultura do café também é considerada uma das características culturais portuguesas. O desporto nacional mais popular é o futebol, sendo as suas melhores equipas sempre acompanhadas com grande entusiasmo por parte dos adeptos da modalidade. Em 2004, Portugal recebeu a final europeia de futebol em estádios especialmente construídos para o efeito.

Os sítios património mundial da UNESCO, em Portugal, são os seguintes:

  • Centro Histórico de Angra do Heroísmo nos Açores
  • Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém em Lisboa
  • Mosteiro da Batalha
  • Convento de Cristo em Tomar
  • Centro Histórico de Évora
  • Mosteiro de Alcobaça
  • Paisagem Cultural de Sintra
  • Centro Histórico do Porto
  • Sítios Arqueológicos no Vale do Rio Côa
  • Floresta Laurissilva na Madeira
  • Centro Histórico de Guimarães
  • Alto Douro Vinhateiro
  • Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico

Ao abrir uma conta bancária, em qualquer banco português, o estudante internacional deverá apresentar os seguintes documentos:

  • Número de Identificação Fiscal (NIF), emitido pelas Repartições de Finanças portuguesas;
  • Documento de identificação (passaporte);
  • Comprovativo de residência;
  • Comprovativo de renda durante a sua estada em Portugal (bolsa).

Com a abertura de conta, o aluno terá direito a um cartão de débito que permitirá a movimentação da conta em agências ou caixas eletrónicas e, ainda, efetuar pagamentos e compras.

Os Bancos estão abertos de segunda a sexta-feira, das 8:30 às 15:00, encerrando nos finais de semana.

Informação Geral | INP

O INP – Instituto Superior de Novas Profissões encontra-se dotado de modernos e funcionais equipamentos educativos, dispondo, inegavelmente, de um dos mais generosos rácios área/aluno do nosso parque universitário.

As instalações do INP são constituídas por uma área construída de 8600 m2, incluindo 4 edifícios - o Palácio de Stª Clara, o edifício 1 que abriga parte substancial dos serviços administrativos e áreas de lecionação, o edifício 2 e o edifício 3 destinado à Associação de Estudantes, circundados por áreas descobertas e por um belo jardim.

O INP possui um anfiteatro para 420 pessoas, dois anfiteatros, cada um com 120 lugares, 24 salas de aula, centro de documentação e biblioteca, centro de informática, gabinetes e salas para docentes, livraria e papelaria, bar e cantina, área de serviços sociais e sala de convívio.

A Biblioteca do ISG dispõe:

  • 12861 Monografia
  • 255 Títulos de Documentos Eletrónicos (CD-ROM)
  • 82 Títulos de Documentos Audiovisuais (Vídeos + Cassetes Áudio)
  • 1552 Artigos de Publicações Periódicas e de Monografias
  • Aprox. 400 Números de Publicações Periódicas recebidas anualmente

Além dos documentos disponibilizados em formato papel, a Biblioteca Universitária do Instituto Superior de Gestão dispõe igualmente de documentos digitais e das seguintes Bases de Dados em linha:

  • Proquest ABI/Inform (com 5046 títulos de Publicações Periódicas,  em texto integral).
  • Proquest Psychology Journals (com 703 títulos de Publicações em texto integral).

SPORTDiscus, com:

  • ISI Web of Knowledge - base de dados, que contém milhões de resumos, referências e informação bibliométrica.
  • ReCiL – Repositório Científico Lusófona – Repositório Institucional do Grupo Lusófona, detendo, até ao momento, 3235 documentos.

A Biblioteca detém ainda uma Testoteca direcionada a Alunos e Professores de Psicologia, com 180 Testes Psicológicos e Programas de Intervenção. Esta Biblioteca está ligada em rede com a Biblioteca Victor de Sá – Biblioteca Central do Grupo Lusófona o que proporciona aos seus leitores acesso a todo o acervo bibliográfico e digital desta.

Horário

Segunda a sexta-feira: 9:00-13h00 / 14h00 - 23:00

O INP disponibiliza aos seus estudantes acesso ao Bar e Refeitório onde é possível a preços moderados para estudantes tomar refeições ligeiras ou simples snacks no horário de funcionamento do Instituto.

O ISG estabelece acordos com a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, com vista a que os seus estudantes acedam às instalações desportivas desta Universidade assim promovendo a saúde e bem – estar dos mesmos.

O INP atribui Bolsas de Excelência e de Mérito aos melhores alunos, nos termos do regulamento aplicável.

O INP por intermédio do SASE - Serviço de Ação Social Escolar – atribui benefícios educacionais e incentivos à formação dos estudantes, quer através da aplicação do Regulamento de Ação Social e dos Regulamentos das Bolsas de Mérito, quer através da gestão dos Protocolos estabelecidos com várias entidades.

Informação Académica | Sistema Académico

O ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado (1º ciclo) no ensino universitário tem 180 ou 240 créditos e uma duração normal compreendida entre 6 e 8 semestres curriculares de trabalho dos alunos. No 1º ciclo de estudos das instituições universitárias o grau de licenciado é conferido aos estudantes que, através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do curso de licenciatura, tenham obtido o número de créditos fixado. O ciclo de estudos conducente ao grau de mestre (2º ciclo) tem 90 a 120 créditos e uma duração normal compreendida entre 3 e 4 semestres curriculares de trabalho dos alunos.

No ensino universitário, o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre deve assegurar, predominantemente, a aquisição de uma especialização de natureza académica com recurso à atividade de investigação ou que aprofunde competências profissionais. O grau de mestre pode ser, igualmente, conferido após um ciclo de estudos integrado, com 300 a 360 créditos e uma duração normal compreendida entre 10 e 12 semestres curriculares de trabalho dos alunos nos casos em que a duração para o acesso ao exercício de uma determinada atividade profissional seja fixada por normas legais da União Europeia ou resulte de uma prática estável e consolidada na União Europeia. Neste ciclo de estudos é conferido o grau de licenciado aos estudantes que tenham realizado os 180 créditos correspondentes aos primeiros 6 semestres curriculares de trabalho.

No 2º ciclo de estudos das instituições universitárias o grau de mestre é conferido aos alunos que através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do curso de mestrado e da aprovação no ato público de defesa da dissertação, do trabalho de projeto ou do relatório de estágio, tenham obtido o número de créditos fixado.

O grau de doutor (3º ciclo) é conferido pelas instituições universitárias aos estudantes que tenham obtido aprovação nas unidades curriculares do curso de doutoramento, quando exista, e no ato público de defesa da tese.

Informação Geral | Embaixadas

África do Sul


Alemanha


Angola


Argentina


Austrália


Áustria


Bélgica


Brasil


Bulgária

  • Rua do Sacramento à Lapa, 29-31 | 1200-792 Lisboa
  • +351 213 974 012 | +351 213 979 272
  • ebul@mail.telepac.pt

Cabo Verde


Canadá


Chile


China


Cuba


Chipre


Dinamarca


Eslováquia


Eslovénia


Espanha


Estados Unidos da América


Estónia


Federação Russa


Finlândia


França


Grécia

  • Rua Alto do Duque, 13 | 1449-026 Lisboa
  • +351 213 031 260 | +351 213 011 205
  • gremb.lis@mfa.gr

Guiné-Bissau


Holanda


Hungria


Islândia


Índia


Irlanda

  • Rua Imprensa-Estrela, 1, 4º | 1200-684 Lisboa
  • +351 213 929 440 | +351 213 977 363
  • lisbon@dfa.ie

Itália


Japão


Letónia


Lituânia


Luxemburgo


Malta


México


Moçambique


Noruega


Polónia


Roménia


São Tomé e Príncipe


Suécia


Suiça


Timor


Turquia


Reino Unido


República Checa


República da Coreia


Contactos

Localização

Campo Grande 376, 1749-024, Lisboa

info@inp.pt